Blog de galokombi


NOVO ENDEREÇO

O Blog da GaloKombi está em novo endereço:

www.galokombi.com



 Escrito por galokombi às 19h20 [] [envie esta mensagem] []






A GALOKOMBI AINDA CHEGA LÁ!



 Escrito por galokombi às 17h01 [] [envie esta mensagem] []






ESTATÍSTICA GANHA JOGO? E CAMPEONATO?

Dizem que números não mentem!

Se for assim, tenho calafrios só de lembrar que estamos quase empatados, nesse início de campenato, com o início do maldito ano de 2005.

Temos 10 jogos, 7 derrotas, 3 vitórias e 9 pontos. Em 2005, em 10 jogos, foram 2 vitórias, 2 empates, 6 derrotas e 8 pontos.

Nessa toada, como dizem alguns malas, como o malauxita, no 98 Futebol Clube, nosso destino seria a Série B.

SERIA!, porque temos condições de reverter essa situação e subir na classificação.

Embora ainda seja cedo para determinar o que vai acontecer com o Galo, eis que, no ano passado, ficamos a maior parte do campeonato no topo da tabela, entre os 4 primeiros, para no fim despencar para um desastroso sétimo lugar, da mesma forma que o Goiás, não me lembro quando, terminou o primeiro turno em último lugar, e no fim, chegou em quarto ou quinto, não me recordo mais, ainda dá tempo de iniciar uma arrancada rumo ao título, sim, porque não.

Basta tomar atitude e para com essas derrotas inexplicáveis, com boas apresentações, mas péssimos resultados. O time tem que ter ciência de que, se ainda não está na melhor condição, está na hora de jogar pra ganhar, e não pra jogar bonito.

Essa era a consciência da formação do ano passado. Não quer dizer que tenha que ser essa a consciência para a equipe desse ano. Mas, pelo menos por enquanto, sim. Jogar pra ganhar! Quando melhorar o entrosamento, o maior problema do time, aí joga bonito.

Isso só quer dizer que dá tempo, sim, do Galo ser campeão, embora seja difícil. Mas para o Galo e sua torcida, tudo é sempre mais difícil.

Fica o voto de confiança no time, na comissão técnica e na diretoria, para iniciar a reação já amanhã, contra o timeco do fedorento Guga.

FORÇA GALO. BICA ELES BICUDO!!!!!



 Escrito por galokombi às 09h59 [] [envie esta mensagem] []






A DESCULPA DA NOITE É...

A falta de entrosamento.

Luxemburgo, em entrevista à itatiaia, após o jogo, disse que a derrota foi decorrente da falta de entrosamento entre os jogadores, afinal, serginho nunca jogou com Diego SOuza, Tardelli nunca jogou com Berola, e por aí vai.

Mas, me desculpem os demais, isso não passa de desculpa esfarrapada de quem não conseguiu, até agora, dar uma cara ao time, um esquema de jogo.

O time não tem, até agora, um esquema tático. Conseguiu, hoje, jogar pior que domingo contra o curíntia. Um amontoado de jogadores correndo desesperados, tentando chegar ao gol.

Péssimas atuações de Jairo Campos (deu vários passes pro Inter), Serginho (por incrível que pareça), Neto Berola (só caiu), Diego Macedo (pior que Coelho), Fernandinho (pouco apoio ao ataque), Fábio Costa (saiu mal no primeiro gol e pior ainda no segundo), Ricardo Bueno (facilmente marcado), Fabiano (acho que só entra porque é genro do Luxa), Tardelli (pouco inspirado, presa fácil da defesa), joão Pedro (completamente perdido).

Bom mesmo foi ver Diego Souza mandando no meio campo, apesar de estar, ainda, sem as condições ideiais de jogo. Um esforçado Tardelli, que virou presa fácil para a defesa. Zé Luis sempre forte na marcação.

Mas, digo, sem medo de errar ou cometer injustiças, que a derrota de hoje tem dois responsáveis: Wanderley Luxmburgo e Fábio Costa.

Ao primeiro cabe a escalção errada e as substituições piores. Entrar com Fabiano, pra quem quer um contra-ataque rápido é impossível. Até pensei que o ataque com Berola e Tardelli, pudesse dar o resultado desejado, mas o meio, só com Diego Souza, ainda sem ritmo de jogo e fora da melhor forma, para a criação, não era pouco. Confesso que não entendi a entrada de Ricardinho no lugar de Zé Luis. Até entendo a intenção de melhorar a qualidade da armação de jogadas com o Ricardinho, mas não entendi a saída do Zé Luis, que fazia boa partida, com forte marcação no meio. Seria melhor que saísse o Fabiano, qua saiu para entrada de João Pedro, que pra variar, nada fez de útil. Somente faltas, demonstrando que não tem o menor cacoete para jogar nessa posição.

Aí o meio foi pro espaço, abrindo boas chances para o Inter, que dominou o jogo, aproveitando o campo pequeno e fechando a marcação. Pior para Tardelli e Berola, que j[a não tinha condições para mais nada, sendo substituído por Ricardo Bueno, que pouco acrescentou, em termo de perigo ao ataque.

Ou seja, escalação ruim, substituição pior.

A outra nota negativa é Fábio Costa.

No primeiro gol, embora a obrigação fosse do marcador que, saindo errado deu condições ao Alecsandro, caiu enganado pela jogada do jogador, igual fez no amistoso contra o América. Já no segundo gol...

No segundo gol, não deu pra entender que saída, com os pés, foi aquela. Era bola pra ele sair com a mão abafando o atacante e, levando o chute, ser marcada a falta! Bola dentro da área ele poderia ter saído com a mão! Jogada semelhante ocorreu com Tardelli e Abodansieri, que saiu com a mão, levou o chute do Tardelli, na disputa da bola, e sofreu a falta. Parece que ele ainda não entendeu que está jogando no Galo, que a torcida quer ver raça, a mesma raça com que defendeu o santos. Como na saída que fez em cima do Tardelli, e levou a pior, fraturando o pé, ficando 14 meses sem jogar e só voltando agora.

Tá difícil entender esse time. O Luxa vai ter que mostar a que veio, porque, como já disse antes, a Diretoria fez tudo o que ele pediu. Manteve os bons jogadores e trouxe os reforços que ele pediu. Está investindo pesado, até mais do que acho que poder suportar, pra esse resultado medíocre que estamos vendo. Ainda estamos em 16º, mas podemos cair até para 19º, pois a rodada, nesse momento (são 22:34), ainda não acabou.

Agora, fora do campo, com um futebol assim, sem empolgar, sem justificar pra torcida o investimento, não tem cristão que suporte pagar R$40,00, mais as despesas de viagem, enfrentar a estrada, na hora do rush, ou matando serviço se não quiser enfrentar o trânsito, e voltar, já quase 22:00 (porque hoje foi às 19:30, imagina quando for 20:30 ou no obsceno horário de 21:45), pra ver o que se viu em campo.

O Kalil pode esbravejar o quanto quiser. Mas pra ver a Arena do Jacaré cheia, a R$40,00, o time tem que estar disputando, no mínimo, vaga pra libertadores.

Sofrendo pra não ser rebaixado, é sem chance de dar público maior que cinco mil pagantes.

Estádio lotado, dando força e demonstrando paixão e dedicação ao clube, em momentos como o de agora, só no mineirão, e uma única vez.

E essa, já foi em 2005...

EM TEMPO: Recebi a notícia de que o Zé Luis foi substituído por lesão, assim retiro parte da crítica contra a substituição feita pelo Luxemburgo. Isso porque, se a mudança pretendia uma alteração tática, rumo ao ataque, acabou por desguarnecer a defesa, já que o meio ficou totalmente aberto. O mesmo acontenceu naquele clássico, em que perdemos, de virada, por 3X1. O que mostra que precisamos, urgentemente, de substitutos, para a posição.



 Escrito por galokombi às 22h39 [] [envie esta mensagem] []






O Logo da Copa de 2014

Como surgiu o logo da Copa no Brasil:



 Escrito por galokombi às 14h57 [] [envie esta mensagem] []






CAM x ACG - 3179 testemunhas

Não vou me delongar sobre o jogo, que foi bom, na média.

É visível a falta de entrosamento entre os jogadores, lógico, em razão da alteração radical feita pelo Luxemburgo. E nesse aspecto, me sopraram uma barca que dará adeus ao clube: Zé Luiz, Júnior, Fabiano, Carini e Marcelo. Vamos ver se isso se confirma...

Vi boa participação do meio e do ataque. Boa surpresa Neto Berola, mau substituído por Fabiano. Bom primeiro tempo, com boa força ofensiva. Mau segundo tempo. Falhas grotescas de Jairo Campos e Fábio Costa. 

Achei que os jogadores ainda estão meio perdidos em campo, em face das diferenças de tamanho, tanto do campo, quanto do estádio, fato este que faz diferença para o jogador, como já confidenciado pelo Éder Bomba Aleixo, ao Bruno Tostes, com quem assisti o jogo de ontem.

Mas acredito que estamos no caminho certo, e acredito em melhorias de desempenho. Será que repetiremos 2006? Como torço por isso...

Destaque negativo: o público!

Só 3.179 pagantes. O Kalil em entrevista reclamou, e creditou o baixo público à dificuldade de acesso ao estádio, e não ao preço dos ingressos.

Contudo, ouso discordar de nosso mandatário.

O preço dos ingressos não é, claro, o único culpado. Mas é o principal!

Convenhamos que R$40,00 reais a arquibancada (vamos parar com essa babaquice de cadeira) e R$100,00 a especial (que de especial não tem nada), aliado aos custos do deslocamento, e ao horário das partidas, que como ontem, às 21:00, fazem com que o torcedor comum, aquele que acompanha o time, mas tem que trabalhar no dia seguinte, e não o "organizado", que vive disso, dificulta muito o comparecimento ao estádio de Sete Lagoas.

Tudo bem, vamos ter que tolerar a Arena do Jacaré por, pelo menos, mais um ano, mas algumas medidas podem ser tomadas. Aqui vão algumas sugestões:

1. Baixar o preço dos ingressos. Dói no bolso do Kalil, mas é a primeira medida a ser tomada. O torcedor pensa, sim, no custo imediato, Depois ele vai somando às outras despesas que terá. Num jogo como o de ontem, a despesa não sai por menos que R$100,00 (40,00 de ingresso, mais uns 30,00 de gasolina, mais uns 30,00 de alimentação). E mesmo se considerarmos a possibilidade dividir alguns custos, como a gasolina, a conta fica quase igual: 40,00 de ingresso, 10,00 de gasolina (dividindo por 3), mais uns 15,00 de alimentação, e uns 20/25 de cerveja, porque aí, alguém fica sem beber para dirigir...

2. Viabilizar o transporte, como sugerido pelo presidente, a ser pedido ao Governo do Estado, até com uma linha especial, direto para os jogos, com preços menores.

3. Modificação dos horários, para facilitar tanto a ida quanto a volta, que é o mais problemático. Ontem fiquei sabendo de gente que foi chegar em casa quase uma hora da manhã. O torcedor salientou que só chegou "cedo" porque o jogo terminou 23:00, e tinha pouca gente no campo, o que facilitou a saída do estacionamento. Mas quando tiver jogo cheio, a coisa vai ficar feia, porque o estacionamento é pequeno, a saída complicada e, quando todo mundo se encontrar na estrada, a estrada é que vai ficar pequena.

Muita coisa deve ser estudada, em prol do torcedor alvinegro.

Agora, fica uma pergunta: se ontem de 3.179 pagantes, qual será o público das marias!?



 Escrito por galokombi às 11h11 [] [envie esta mensagem] []






O atraso nas obras do Independência (ou que se dane o torcedor)

Com a ajuda do jornalista Kleyton Borges (@kleytonborges e kleytonborges.blogspot.com), da TV Galo, recebi essas fotos da atual situação do Estádio Independência:

 

 

Alguém acredita, com base nessas fotos, que teremos futebol dos clubes de BH antes do fim do ano, como inicialmente prometido? Ou no ano que vem, como prometido agora?

A meta, de acordo com o cronograma de obras para a Copa de 2014, não era que o Independência fosse interditado antes do Mineirão, para que quando este tivesse que passar por suas reformas, o estádio do América já não estivesse pronto para receber os jogos de América, Atlético e das Smurfetes!?

E agora!? Agora, vamos todos andar 70Km (140 ida e volta) para assistir aos jogos, aumentando o risco da empreitada, já que acidentes graves sempre ocorrem na estrada, dada as condições ruins da pista, especialmente a da volta, além do aumento do tráfego por causa do deslocamento da massa alvinegra, momento em que os "espertinhos" colocam em risco a vida de todos.

Além disso, teremos que enfrentar um substancial aumento das despesas:

1. Combustível, de acordo com os cálculos do Igor Assunção, que foi assistir ao péssimo jogo-treino com o América, de combustível foi pelo menos R$30,00;

2. Preço dos ingressos, que estão, agora, em abusivos R$40,00 para as cadeiras, novo pomposo nome para a tradicional arquibancada, e R$100,00 (é isso mesmo!) para as cadeiras especiais. Especiais só no nome, já não tinham nada de especiais no mineirão, a não ser a sombra da marquise, eis que eram sujas e apertadas. As antigas eram melhores, pois, pelo menos eram mais largas e tinham apoios de braço, apesar da sujeira constante. Na Arena do Jacaré as especiais não passam de uma área com uma pequena cobertura, que não faz sombra, nem protege da chuva. Nesse ponto, vamos falar sério. Os preços dos ingressos, que já seriam absurdos se o time estivesse bem, se mostram ainda piores com os resultados que tem sido apresentados pelo time. E cobrados no estádio acanhado que a Arena do Jacaré é, são abusivos! E piora, claro, se considerarmos que teremos de percorrer 140Km (lembre-se: você vai, mas tem que voltar...) para assistir a uma partida de futebol, sem garantias de bons resultados. Quer dizer, se pesarmos todos esses fatores, R$40,00 é muito caro!

3. Os horários ridículos dos jogos. No meio de semana, normalmente às 22:00, e domingo às 18:30. Você, que sempre vai aos jogos do Galo, e que no meio de semana chega em casa quase à 1:00 da manhã, já pensou sair de Sete Lagoas à 00:00 e chegar em casa quase às 2:00!? Sem beber, por favor, porque vai ter que voltar dirigindo!

E daí, torcedor!? Você que se dane! Afinal você é apenas um problema a mais para ser jogado de lado, na hora de lhe cobrar o ingresso. Que importa se o cara que chegava em casa à 1:00 da manhã de quinta, depois do jogo na quarta ãs 22:00!? Agora que chegue às 2:00, se não tiver nenhum problema na estrada. Que importa pagar R$40,00 para ficar espremido num estádio pequeno, sem conforto? Vai quem quer!

Mas na hora em que o time está mal, é hora de cobrar o apoio da torcida.

Muitos vão questionar, deixa de ser ranzinza. É momentâneo, em prol da Copa do Mundo. Sacrifícios devem ser feitos, e os transtornos enfrentados pelo bem geral.

Tudo bem, eu concordo! Mas tudo tem limite, especialmente no que se refere ao bem estar do torcedor, objetivo final dos clubes e das competições esportivas. Não temos que passar pelo que passaremos, pelo tempo que passaremos. 

Isto porque ouvi na Turma do Bate Bola da Itatiaia, do dia 13/07, o presidente do América, Marcos Salum, dizendo que o atraso nas obras, visto nas fotos acima, ocorreu por um problema no repasse da verba para continuidade das obras, por causa do ano eleitoral.

E daí!? Todo mundo sabia que 2010 era ano eleitoral e que há restrições de liberação de verbas e aprovação de obras.

A aprovação da obra, da previsão orçamentária e da liberação do dinheiro, eram pra estarem prontas desde o ano passado, justamente para não se passar por isso, e minorar os transtornos para o torcedor mineiro, desde nós Alvinegros, até as marias da lagoa, passando pelos arrendatários do estádio.

Enquanto isso, você vai passeando pela 040...

E alguém acredita que, mesmo após a solução da verba, conforme afirmado pelo ilustre presidente, a questão vai melhorar? Olhe bem para as fotos e responda! Veja bem como está o estádio (se é que esse terrão pode ser chamado assim) e diga se você acha, considerando os problemas ocorridos até aqui, além da fome insaciável de recursos que nossos empreiteiros possuem, que não há enorme chance de nova paralisão ocorrer, justamente, por falta de verba?

Pelas fotos pode-se ver que não tem nada direcionado, ou minimamente iniciado. Se ainda faltam as estruturas das arquibancadas, onde serão fixados os pilares que sustentarão a estrutura de concreto armado das cadeiras, não é preciso nem dizer do resto. Ou seja, mais atraso ainda virá por aí. E novas desculpas também...

O mais interessante é que o estatuto do torcedor, que prevê a defesa de nossos interesses, nesses pontos, está sendo solenemente ignorado. E assim será até o final da Copa de 2014, porque não será só a lei do torcedor que será desrespeitada. TODAS serão, dada a capacidade dos políticos e empreiteiros de nos surpreender!

Ou seja, lá vamos nós passear em Sete Lagoas pelos próximos dois anos. E pagando caro para isso!

A promessa inicial era de entrega do Independência, e consequente retorno dos jogos em BH, no fim de 2010. Depois passaram para o campeonato mineiro de 2011. Agora já passaram para o segundo semestre de 2011. Aqui entre nós, com sinceridade, não acredito no retorno do futebol a Belo Horizonte antes de 2012, se bobear para o segundo semestre.

E nem vou falar do Mineirão, que tem que estar pronto, no máximo, no fim de 2012 para a Copa das Confederações em 2013, mas que já tem confirmado o atraso do início das obras pra valer, em seis meses!

Mas isso é história para outro dia...



 Escrito por galokombi às 22h17 [] [envie esta mensagem] []






Do Blog do Erich Beting

Brasil cogita a estupidez de setorizar Copa

 

A Copa do Mundo de 2014 deverá dividir o Brasil em quatro. O presidente Ricardo Teixeira acaba de revelar que se estuda a chance de "fatiar" o país em diferentes regiões para melhor atender à demanda de transporte e evitar grandes deslocamentos dos torcedores durante o Mundial.

Se a proposta de fato vingar, o Brasil cometerá um dos maiores erros no que diz respeito a saber fazer dinheiro e faturar com uma Copa do Mundo.

Até 1994, o Mundial era "setorizado". Cada grupo ficava numa única sede. Até então, a Copa acontecia em países relativamente pequenos, com facilidade e agilidade de deslocamento entre as diferentes cidades-sedes. Quando o Mundial foi para os Estados Unidos, país de dimensão continental tal qual o Brasil, acabou-se esse história de que um time ficava numa única sede.

E o raciocínio americano foi simples, lógico e claro. Deixar um torcedor cerca de duas semanas num mesmo lugar é estúpido do ponto de vista turístico. Se ele vai para o país da Copa, não pode ficar "confinado" a um único lugar. Tem de viajar, conhecer diferentes regiões, pagar pela passagem, hospedagem, consumo...

Desde então, até mesmo a Copa de 2002, dividida entre Japão e Coreia do Sul, contou com deslocamento entre países de torcedores.

Ao fatiar o país em quatro, o Brasil assume sua incompetência no que diz respeito à infraestrutura de transporte. Sem estradas decentes, sem malha ferroviária e com aeroportos sucateados, o país não conseguirá atender à demanda de uma Copa do Mundo.

Durante quase dois anos, as cidades, com a conveniência do Comitê Organizador Local, preferiram fazer balão de ensaio político em vez de trabalhar para organizar, decentemente, o Mundial.

Fatiar o país, além de atestado de incompetência, é de uma burrice tremenda no que diz respeito a aumentar a receita com o turismo. Além de perder uma grande oportunidade de mostrar o quão diverso, e rico, é o Brasil.

 

Por Erich Beting às 07h26



 Escrito por galokombi às 16h21 [] [envie esta mensagem] []






Essa doeu...



 Escrito por galokombi às 15h18 [] [envie esta mensagem] []






AGORA É COM O LUXEMBURGO, E SÓ ELE

Novos ares tomaram conta do Atlético, com a chegada das novas contratações, desde o tão esperado Edson Mendez, até o tão sonhado Diego Souza.

Além deles, os demais contratados, desde o jogador que chegou com uma perna mais fina que a outra (cujo nome me esqueci), até Fernandinho (questionado por muitos), passado pelo gordinho Daniel Carvalho, já estão treinando.

Esperamos que esses jogadores, que mudaram radicalmente a cara do time desde a conquista do campeonato mineiro, mostrem a que vieram e conquistem a confiança da torcida, confirmando nossas expectativas.

Mas agora a responsabilidade passa a ser, exclusiva, de Wanderley Luxemburgo.

Sim, exclusiva dele!

Afinal, as tão pedidas contratações de reforços, a maioria de sua indicação, foram atendidas pela Diretoria, e caberá a ele a montagem da equipe vitoriosa que tanto queremos.

E, portanto, se não conseguir, ele não pode jogar a culpa, daqui para frente, no elenco...



 Escrito por galokombi às 10h42 [] [envie esta mensagem] []






Futebol e Racionalidade por Cláudio Weber Abramo

Futebol e racionalidade

 

Por CLAUDIO WEBER ABRAMO

A irracionalidade parece ser uma característica essencial do futebol.

Dificilmente alguém discordaria da afirmação caso fosse restrita ao futebol brasileiro, em relação ao qual os exemplos são permanentes. Tudo o que envolveu a seleção brasileira nos últimos quatro anos se explica quando se introduz o elemento da insanidade.

A maluquice começou com a nomeação de um treinador cuja única notoriedade residia no fato de ser um brucutu semialfabetizado (lembram-se da cabeçada que aplicou num jogador de sua própria equipe, em plena partida, num jogo da Copa de 1998?).

Permitir-se que um membro da comissão técnica escolha pessoas para exercer funções objetivas (como olheiro e chefe da segurança, conforme se noticiou) por conta de sua obediência a uma seita religiosa só pode ser resultado de doideira.

Igualmente insano foi admitir-se que o capitão da seleção brasileira, ao qual se conferiu a responsabilidade de ler um texto contra o racismo na abertura da partida contra a Holanda, enfiasse no final uma menção religiosa, como é típico dessa gente sempre disposta a enfiar suas crendices goela abaixo de todo mundo. Não consta que a CBF ou a FIFA tivessem tomado alguma providência a respeito da pirataria cometida.

Sob o ponto de vista estritamente futebolístico, o quê, além de parafusos soltos, poderia justificar a escolha de um jogador que não apenas havia sido eleito como o pior do campeonato italiano como também é conhecido por sua propensão a agredir adversários?

Mas não é só no Brasil que essas coisas ocorrem. Os argentinos, por exemplo, não ficam atrás. Não se conhecem os detalhes mais ridículos da irracionalidade que envolve ou envolveu a seleção argentina, mas se sabe que por lá impera um tal de Grondona, o Ricardo Teixeira portenho. Foi esse o sujeito que contratou Maradona, um alucinado conhecido. Esse sujeito, após convocar mais de cem candidatos, terminou com um time desprovido de defesa, tendo sido expeditamente despachado por causa disso.

Prova adicional que o futebol é mesmo algo inexplicável é que o “comandante” argentino, embora a equipe que montou tenha sido massacrada com humilhação, tenha sido recebido pelos torcedores como herói. Vai entender.

E os franceses, então? O técnico francês escolhia jogadores com base no horóscopo. Como é que pode? Na França!

Os ingleses, por seu turno, contrataram (por 6 milhões de libras por ano) um italiano que não fala inglês. Não contentes, assinaram com o camaradinha um contrato que os amarra até 2012.

A esta altura, o eventual leitor poderá objetar, com razão, mais ou menos na seguinte linha: não é possível que o futebol seja irracional, pois em torno dele giram negócios bilionários. A Copa do Mundo é um empreendimento altamente rentável. A FIFA, a CBF, as suas congêneres argentina, francesa, inglesa etc. se enchem de grana.

É isso, precisamente, que explica a aparente irracionalidade do futebol. Para os cartolas de um país qualquer, não tem a menor importância se o time é um lixo, se o treinador é um aventureiro ou se o jogador é um moleque. Interessa o negócio. Mesmo que a seleção nacional do país X seja eliminada (com ou sem vexame), se os negócios estiverem garantidos, tudo estará numa boa.

Como se trata de entidades privadas, os dirigentes de federações e confederações só prestam contas uns aos outros. Em outras palavras, não importa o que façam com a grana – uma mão lava a outra e estão todos conversados.

Melhor ainda é morder uma bufunfa pública. Os estádios da África do Sul, um país que não joga futebol, aí estão já a mofar.

Por aqui, pode-se ter certeza de que a cartolagem nacional está olhando a grana pública com olho gordo, para a adaptação (e mesmo construção, caso se confirme o aparente contrassenso do tal de Piritubão) de estádios para a Copa de 2014. Precisarão ser vigiados de pertíssimo.

De modo que ficar discutindo se o próximo técnico da seleção brasileira será Fulano ou Beltrano não tem realmente relevância.

Claudio Weber Abramo
Diretor executivo/Executive Director
Transparência Brasil

Via Blog do Juca



 Escrito por galokombi às 10h32 [] [envie esta mensagem] []






CQC ARGENTINO DÁ O TROCO NA TORCIDA BRASILEIRA



 Escrito por galokombi às 12h06 [] [envie esta mensagem] []






UM DIA DE FÚRIA COM MICHAEL DUNGA



 Escrito por galokombi às 08h36 [] [envie esta mensagem] []






VÍDEO EXCLUSIVO E SEM CORTES SOBRE A BRIGA ENTRE DUNGA E ALEX ESCOBAR



 Escrito por galokombi às 08h23 [] [envie esta mensagem] []






Luxa e o Mineirão, a torcida e a recuperação no campeonato

Palavras de Wanderlei Luxemburgo ao UOL Esporte:

"“Uma das melhores fases do Atlético foi quando mandou seus jogos no Independência, então não quer dizer que será problema jogar fora do Mineirão, de repente pode ser uma coisa boa, lá são 30 mil pessoas, 30 mil atleticanos”, comentou o treinador, referindo-se ao estádio Arena do Jacaré. Em Sete Lagoas, cuja capacidade oficial, após obras de ampliação que deverão ser finalizadas até o final deste mês, é de 24 mil pessoas.

Luxemburgo garante que não vê como situação difícil jogar em outro estádio, que não seja o Mineirão. “Podemos fazer um caldeirão, fazer pressão no adversário. Não vejo como coisa difícil, o que temos de fazer é reagir, trabalhar para reagir e buscar nosso espaço no grupo da frente, negócio de ficar atrás me incomoda, mas o Atlético vai para o grupo da frente com certeza absoluta, isso vai”, destacou."

Tudo bem, concordo em termos com ele, já que, ao mesmo tempo em que o caldeirão pode assustar os adversários, pode render um efeito negativo, verdadeiro tiro pela culatra, em caso de partidas ruins, como as que temos visto até agora.

Alguém tem que lembrar isso a ele, porque em 2000, se não me engano, a torcida caiu de pau em cima do Guilherme! E em 99, o nosso novo goleiro foi protagonista de uma das maiores batalhas campais já vista no Independência.

Alguém da comissão, da diretoria, sei lá, tem que alertá-lo para o que ele, e o time, vão enfrentar em caso de reptição dos resultados que temos visto.

Não custa avisar...



 Escrito por galokombi às 20h14 [] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 





BRASIL, Sudeste, BELO HORIZONTE, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Automóveis
Outro -





 
 




GaloKombi na TV Galo
Galokombi no Twitter
Cam1sa Do2e
Tiro de Canto - Guilherme D'assumpção reporter TV Galo
Impurrasbicha
Terreiristas - Comunidade do Terreiro do Galo
Terreiro do Galo
Massa Ativa
Clube Atlético Mineiro
TV Galo
Contagiando Multidões
Galo é meu Amor
Lances e Nuances
Fórum do Galo
UOL - O melhor conteúdo
 
 

Dê uma nota para meu blog